Enter your keyword

Salão de Ideias aborda feminismo em poesias e fotos

Salão de Ideias aborda feminismo em poesias e fotos

LETÍCIA BOTELHO

Na manhã desta terça feira (11), o Salão de Ideias recebeu a poeta, atriz, slammer e arte-educadora Luiza Romão. Em um bate papo sobre a influência do feminismo. ela apresentou seu livro “Sangria” na 19ª edição da Feira do Livro de Ribeirão Preto.

A obra retrata a história do Brasil em suas 28 páginas, todas com poemas e fotografias (cada foto contém um detalhe feito a mão), baseados no útero feminino. Cada página é um ciclo da mulher que representa um ciclo econômico e democrático do país.

Para Luiza, a história brasileira é uma gestação sempre forçada a um aborto muito violento. Assim como a pílula do dia seguinte, impeachment e outros eventos serviram para interromper o Brasil. O livro termina com a menstruação, dando um ar de continuidade.

A poeta também escreveu “Coquetel Motolove”. Mas, foi com o livro Sangria que veio uma inovação. O projeto virou multi-artístico, ganhou web série e circulou todo o Brasil e países latinos.

Durante o bate papo no Salão de Iideias, ela recitou seus poemas, fez uma apresentação, conversou o com público sobre desigualdades e agressões que mulheres sempre sofreram no Brasil e no mundo, além de ter tirado dúvidas e relatado a importância do feminismo nos dias de hoje.

“O feminismo é importante, e é importante falar sobre ele em todos os lugares, porque o machismo sempre existiu, desde quando o mundo é mundo”, relata a escritora.

Enfim, pra quem gosta do empoderamento feminino, sepaamos algumas atrações da programação da feira.

Na terça-feira, acontece “Sala de aula aberta” Projeto de ciências voltado para meninas- com Izabela Guerra Pereira no Centro Cultural Palace, às 19hr. Na quarta-feira, às 9h30, Amara Moira fala no Auditório Meira Júnior sobre a visibilidade trans e o feminismo. Na quinta, a tenda Sesc recebe a intervenção “Batalha literária: empoderamento feminino. E, na sexta-feira, Djamila Ribeiro realiza uma conferência sobre o feminismo negro na sala principal do Theatro Pedro II.

-
0:00